I Copa Ubatombo de Pesca 2014 (I Torneio)
Página principal

Sábado, 22 de fevereiro de 2014. Foi um torneio complicado, com desclassificações e foi um daqueles dias que o peixe não apareceu. No mais, o torneio foi marcado pelo início da profissionalização do evento e, outra vez, pela habilidade dos pescadores em fisgar o peixe. Entretanto, o fato mais lamentável foi a desclassificação que relatarei no decorrer desta reportagem. Nunca pensei que o fato de tornar o evento mais profissional e justo fosse uma ferramenta de injustiça.

Como acontece em todo em todo torneio na cidade de Ubatã, os pescadores reuniram-se na fazenda Vapor (abaixo do Matadouro) para a realização da I Copa Ubatombo de Pesca (primeira etapa); os primeiros chegaram por volta das 14 horas. Com as inscrições já feita os atletas foram para a box onde aconteceria o torneio, às 16 horas foi dada o início da competição. Até às 18 horas apenas dois atletas haviam capturados peixes e apenas da espécie piranha. Já perto do final do torneio, antes das 19 horas, o atleta Ricardo Tavares, pegou o primeiro peixe, uma piranha de 26,5 cm, só este peixe daria o primeiro lugar ao atleta. Neste momento, um anzol grudou na calça e chegando a tocar na perna do atleta, Já com o peixe na enfieira, pediu ajuda ao colega para passar uma faca para cortar a calça e retirar o anzol. Foi aí que toda a polêmica começou. O atleta Marcos Lima, lembrou-se de um artigo do regulamento que um atleta não poderia ajudar o outro. O regulamento descrito abaixo:

"Durante o desenrolar da prova nenhum competidor poderá receber ajuda de terceiros".

A lei se aplica a tirar um peixe da água, a fazer um nó na linha ou outro tipo de ajuda que favoreça um outro atleta na competição. Ficou acertado antecipadamente, que em caso de acidente ou socorro, não era considerado uma falta, pois a ajuda seria necessária. Por um voto contra a desclassificação a sete votos a favor (a votação foi encerrada neste momento, quando não havia mais corum para a absorção do atleta) o atleta Ricardo Tavares foi desclassificado. Na regra citada acima, não havia a citação de desclassificação, como em outras regras. Em um torneio, a desclassificação se dá por fraude, mau comportamento, uso de entorpecentes, desacato, benefício de pontos injusto e outros, não no caso de um incidente.

Além disso, quem julgou e executou a sentença foram os próprios beneficiados. O primeiro ato de qualquer julgamento justo é o oposto desta atitude.

Dos acontecidos, fica a lição de um regulamento mais claro e específico. Para que outra injustiça não aconteça de novo.

A nova etapa está marcada para o dia 17 de maio de 2014, em local ainda a ser definido. Um mês antes da prova será divulgado todos os detalhes da II Etapa da I Copa Ubatombo de Pesca.

Patrocínio:



Terceiro lugar

Segundo lugar e maior peixe

O peixómetro



Abaixo a classificação:
Classificação Atleta Quantidade
de peixes
Maior peixe
(em cm)
Pontos Observação
1 Rafael Carvalho 4 21,5 25,5
2 Roni Lopes 2 22,5 24,5 Maior peixe
3 Orlins Bonfim 2 19,5 21,5
4 Roni Porto 2 18,5 20,5
5 Ronyele Gonzaga 3 17 20
- Darlan Oliveira 0 0 0
- Humberto Brito 0 0 0
- Josinaldo Fernandes 0 0 0
- Gilvan Borges 0 0 0
- Romildo Porto 0 0 0
- Arley Felix 0 0 0
- Ricardo Tavares 2 26,5 0 Desclassificado
- Amário Júnior 0 0 0 Desclassificado
- Marcos Lima 1 15,5 0 Pós termino do evento

Página principal